Quais são os tipos de câncer de mama?

Existem diversos tipos de câncer de mama e os mais comuns são o carcinoma lobular e o carcinoma invasivo sem outras especificações, antigamente chamado de carcinoma ductal. O carcinoma ductal é o mais frequente, presente em cerca de 85% dos casos, enquanto o carcinoma lobular é o segundo mais frequente, correspondendo a cerca de 10% dos casos.


A Dra. Juliana Zabukas de Andrade (CRM: 126529), mastologista parceira da Clínica Mitera, explica a origem dos tumores e o tratamento para o câncer de mama!

Clínica Mitera - Tipos de câncer de mama

Origem dos tipos de câncer de mama


Conforme a Dra. Juliana, os dois tipos de câncer de mama têm origem em células diferentes da mama.


O carcinoma lobular origina-se nas células dos lóbulos mamários, glândulas que produzem o leite.


Já o carcinoma ductal sem outras especificações tem origem nas células que recobrem os ductos mamários, que são canais onde o leite é extraído.


“Ambos os tipos de cânceres são carcinomas invasivos, mas o lobular tem a tendência de ter um comportamento mais indolente que o ductal sem outras especificações, isto é, o tumor se desenvolve lentamente e não se espalha para outros tecidos. Entretanto, existem exceções”, explica Dra. Juliana.


Qual o tratamento para os tipos de câncer de mama?


O tratamento para ambos os tumores vai depender das características da paciente, bem como das características biológicas do tumor, o comprometimento ou não dos gânglios e a presença da doença apenas na mama ou em outros locais.


Atualmente, os tratamentos disponíveis são: cirurgia, quimioterapia, radioterapia, imunoterapia e hormonioterapia.


“O uso desses tratamentos não tem necessariamente relação com a agressividade do câncer, mas sim com a sensibilidade daquele tumor e a chance de o tratamento trazer benefícios”, esclarece Dra. Juliana.



Quer ir além dos tipos de câncer e saber mais sobre a saúde da mulher? Continue acompanhando o nosso blog e nos siga no Facebook e no Instagram!