E-mail: recepcao@mitera.com.br

Telefone: (11) 3889 7081

Whatsapp: (11) 995 894 455

  • @clinica_mitera
  • Grey Facebook Icon

Rua Mário Amaral, 172

Cj. 84/85 - 8º andar

Paraíso - São Paulo, SP

04002-020

Criado por Hale Hana Design.

Diretora técnica:

© Clínica Mitera.

Dra. Beatriz Baaklini Gerônymo

CRM 121.193 | RQE 43.216/43.217

Dra. Dolores Camargo Nishimura

Ginecologia • Obstetrícia • Mastologia

Formação acadêmica: Faculdade de Medicina USP – Ribeirão 1999-2004

Residência em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas - FMRP/ USP 2006-2010

Residência Mastologia Hospital Sirio-Libanês
2011-2012

Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia (TEGO) 2010

CRM 121.216

Decidi que seria médica no 2o colegial, depois de uma aula sobre o corpo humano.  Ainda lembro de ler e estudar os sistemas, como funcionava, horas a fio, madrugada adentro.

Fui cursar medicina na USP de Ribeirão Preto, depois de 2 anos de cursinho. Naquele começo, ficava encantada com a Psiquiatria, rs!

No terceiro ano da faculdade, entrei nos plantões voluntários de obstetrícia e cirurgia. E me apaixonei!

Foi no HC de Ribeirão Preto que fiz a residência em Ginecologia e Obstetrícia, e me sinto privilegiada pois tenho a certeza que lá tive a formação não só técnica, mas humanista, tão necessária para minha prática hoje em dia. Ao escolher minha subespecialidade, fiquei em dúvida entre dois caminhos diferentes: a medicina fetal ou a mastologia. Acabei optando pela mastologia, e vim para São Paulo.

Foi durante a prova para a residência que conheci a Ana Paula Portela, e desde então soube que ali haveria alguma conexão!

No final de 2012, assisti um documentário que foi um soco no estômago: Violência Obstétrica: a voz das brasileiras. Aquilo me doeu profundamente, e vi que precisava urgentemente mudar minhas práticas. E através dele, de alguma forma que não me recordo, cheguei até a Ana Cristina Duarte. Ela então me apresentou uma forma diferente de fazer obstetrícia: científica, sem paternalismos, respeitando o conceito de autonomia da pessoa e de fisiologia, entendendo o contexto da gestação em cada casal. A partir de então, iniciei meus atendimentos, fiz grandes parceiras, e sigo trabalhando tendo o humanismo e a medicina baseada em evidências como meus pilares.

Dra. Dolores Camargo Nishimura

Imagem14.png